Vistoria de taxis em Itabuna será até sexta-feira

Prossegue até sexta-feira, 5, a vistoria anual obrigatória dos táxis que operam em Itabuna. A fiscalização foi iniciada na segunda-feira pelas placas 1 e 2, e está sendo feita entre as 7 e 17 horas no pátio da Secretaria de Transportes e Trânsito – Settran, no antigo aeroporto. De acordo o cronograma elaborado pela Settran nesta terça-feira foram vistoriados os veículos com placas terminadas em 3 e 4.

Nesta quarta serão vistoriados táxis de placas terminadas em 5 e 6, na quinta, placas 7 e 8, e na sexta-feira, os de números 9 e zero.

O diretor do Departamento de Transportes da Settran, Tomaz Fernandez de Souza, disse que dos cerca de 180 táxis com placas terminadas em 1 e 2 esperados para a vistoria no primeiro dia, apenas 98 compareceram, o equivalente a 50%. Os que faltaram poderão regularizar a situação a partir de segunda-feira (dia 8), mediante o pagamento de uma taxa de expediente no valor de R$18,00.

A fiscalização é feita por uma equipe formada por 10 técnicos entre fiscais, agentes de trânsito e supervisores que verificam a documentação do condutor e do veículo, bem como as condições físicas e equipamentos de segurança dos carros.

No ato da vistoria, os taxistas devem apresentar os seguintes documentos: cópias e originais do Certificado de Registro e Licença dos Veículos; das carteiras Nacional de Habilitação (CNH) e de Identidade; CPF, recibo de pagamento do serviço metrológico (Ibametro), alvará atual, Nada Consta do prontuário da CNH, comprovante de endereço e Certidão Negativa de Antecedentes Criminais (no site:www.ba.gov.br/antecedentes/solicitar-atestado.asp).

Itens obrigatórios:

Também são exigidos durante a vistoria vários itens obrigatórios do veiculo entre os quais, cintos de segurança, velocímetro, extintor de incêndio com prazo validade e macaco compatível com o peso e carga do veículo, etc. As condições de higiene dos carros também são observadas pelos fiscais da Settran.

Os taxistas vêem com bons olhos o processo de fiscalização de documentos e veículos feita anualmente pela Settran. Para o motorista Domingos Rodrigues, da Praça 1, no centro da cidade, a vistoria está dentro da lei e por isso deve ser cumprida. “É bom para nossa segurança e a do passageiro também”, ressalvou. “O negócio é colaborar para dar certo”, complementa o taxista Paulo Roberto Alves, da Praça 47, no shopping.

Share Button

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *