Vigilância Sanitária de Itabuna orienta cuidados para evitar contaminação

chuva itabuna 3.jpg

O coordenador da Vigilância Sanitária da Secretaria de Saúde, Antonio Carlos Carvalho, orienta os cidadãos a evitar a contaminação e o contágio de doenças através das águas das enchentes. Segundo ele se já não bastassem todos os transtornos que uma enchente traz, há ainda, após o recuo das águas, o alto risco de contaminação, que expõe a população a inúmeras doenças e ao aumento na incidência de acidentes como afogamentos, lesões corporais e choques elétricos.

“Há também um aumento na proliferação dos vetores de doenças, como ratos e mosquitos e de picadas de animais peçonhentos, como aranhas, escorpiões e cobras”, afirma.

Antonio Carlos Carvalho diz que, além disso, a população precisa tomar cuidado com as águas de enchentes, alagamentos e formação de locais enlameados, pois, podem favorecer o aparecimento da leptospirose, doença causada por uma bactéria presente na urina de ratos que, com as chuvas, se mistura às águas de valetas, lagoas e cavas. Essa bactéria penetra no corpo humano através de pequenos ferimentos na pele. Para evitar casos da doença, a população deve tomar alguns cuidados em caso de contato com água contaminada.

As enchentes aumentam os riscos de contágio de doenças como a leptospirose, a hepatite A e E, diarréias agudas, febre tifóide, cólera, dengue, etc. Nas enchentes, o sistema doméstico de armazenamento de água pode ser contaminado e, por isso, uma das primeiras providências deve ser a de desinfetar os reservatórios de água, mesmo quando não tenham sido atingidos diretamente pelas águas da enchente. O motivo é que a rede de distribuição de água pode apresentar vazamentos que permitem a entrada de água poluída, contaminando os reservatórios domésticos.

No período de enchentes todos devem permanecer o menor tempo possível em contato com as águas. Se isso for impossível, as mãos e os pés devem ser protegidos por botas e luvas. Se isso também não for possível pode-se improvisar proteção amarrando os pés e as mãos com sacos de plástico (desde que não estejam furados).

A lama das enchentes tem alto poder infectante. Ela adere aos móveis, paredes e chão. Recomenda-se tirar essa lama, também com pés e mãos protegidos. O local deve ser lavado e desinfetado com água sanitária. Não se deve permitir que crianças brinquem nas águas das enchentes sob o perigo de ficarem seriamente doentes.

É muito importante, também, o cuidado com os alimentos, pois, quando entram em contato com as águas das enchentes, podem ficar contaminados. Por isso se deve manter os alimentos não-perecíveis acondicionados em recipientes fechados, longe do alcance de roedores, insetos e outros animais. Lave sempre as mãos, com sabão e água limpa, antes de manipular os alimentos.

Cuidados importantes durante a enchente:

• Não brincar ou nadar em lagos e córregos nem nas águas de enchente;

• Evitar contato com água e lama, usando sempre botas e luvas de borracha ou sacos plásticos amarrados nos pés e nos braços;

• Colocar o lixo em sacos plásticos e em recipientes tampados, para evitar a proliferação de ratos;

• Inutilizar alimentos naturais ou preparados assim como medicamentos que entraram em contato com a água da enchente;

• Guardar os alimentos em lugares secos e dentro de recipientes fechados;

• Colocar telas nos ralos para evitar o acesso de roedores;

• Não usar água de poço inundado, antes da desinfecção;

• Lavar e desinfetar utensílios e a caixa de água;

• Usar água sanitária (ou a solução de hipoclorito) para tratar a água de beber e cozinhar

• Lavar a residência com água limpa e desinfetante.

Share Button

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *