Tremores de terra atingem o interior do RN, do Ceará e de Sergipe

tremor.jpg

A cidade de Pedra Preta, interior do Rio Grande do Norte e distante 149 km de Natal, foi atingida por mais um tremor de terra na noite dessa quarta-feira (23). O abalo sísmico de três graus na escala Richter, que vai de zero a 10, foi registrado pelo laboratório de Simologia da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (LabSis-UFRN), que além do Estado, registrou tremores também em Sobral (CE) e em vários municípios de Sergipe.

No último dia 11, foram três eventos em Pedra Preta, sendo o maior deles de 2,4 graus às 2h da manhã. Segundo o LabSis-UFRN, o novo tremor nessa quarta aconteceu por volta das 21h35 e também foi sentido nas cidades vizinhas de Lajes e Jandaíra.

“A atividade sísmica na cidade potiguar vem ocorrendo desde dezembro de 2010 e, de vez em quando, ela é sentida pela população, como ocorreu no dia de ontem”, informa. Ainda segundo os técnicos do laboratório de Sismologia, duas áreas sísmicas foram identificadas na cidade , a primeira delas ao Norte, associada à falha sismogênica de Cabeço Preto, e a segunda, mais ao Sul, próxima a Pedra Preta.

O laboratório da UFRN possui um sistema interligado de estações que analisa abalos sísmicos em grande parte do Nordeste. Em Sergipe, também aconteceram tremores nessa quarta-feira (23), sentidos em várias cidades.

Com magnitude preliminar estimada em 2,5 graus, os sismos ocorreram em Gracho Cardoso, Itabi, Nossa Senhora de Lurdes, Feira Nova e Gararu. As informações registradas pelo Labsis são de que o epicentro preliminar se encontra nas proximidades de Itabi e que a motivação são a falhas geológicas nessas regiões.

Já em Sobral, interior do Ceará, os abalos foram sentidos na madrugada desta quinta-feira (24), às 4h37 (horário local), com 2,2 graus de magnitude na escala Ritcher. Os especialistas explicam que a maior intensidade foi na localidade da Serra da Meruoca, que registra atividade sismíca desde 2008.

Fonte: Ne10
Foto: reprodução/Labisis UFRN

Share Button

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *