SAÚDE TOMA MEDIDAS DE BLOQUEIO POR CAUSA DE CASO GRAVE DE DENGUE

Borrifacao Foto Gabriel de Oliveira.jpg

A Secretaria Municipal de Saúde já está executando os procedimentos de bloqueio em razão da confirmação de uma morte de paciente, moradora de Itabuna, com suspeita de dengue hemorrágica. A vítima, uma menina de seis anos de idade, residia no conjunto habitacional BNH, no bairro Banco Raso, e estava hospitalizada em Ilhéus. O óbito foi registrado na manhã desta quinta-feira. Em 18 meses, este é o primeiro caso de dengue grave com morte em que a vítima residia em Itabuna.

Técnicos da Divisão de Vigilância Epidemiológica fizeram pesquisas de campo na área em que a criança residia e no trajeto que ela fazia de casa para a escola, tendo encontrado apenas um foco do mosquito: um esgoto com pequena quantidade de larvas, nas proximidades da residência de familiares. Nenhum foco foi encontrado próximo à escola que ela frequentava.

A Vigilância Epidemiológica já efetuou borrifação espacial durante o dia e repetirá a operação esta noite, na região onde a casa da menina se localiza. Além disso, a Secretaria Municipal de Saúde determinou a busca-ativa de novos casos no bairro Banco Raso e áreas adjacentes e não encontrou nem histórico de pacientes com registro de dengue e nem mosquito.

Mesmo com suspeita de que a criança tenha morrido vítima de dengue grave, a Secretaria Municipal de Saúde encaminhou amostra de sangue da paciente para o Laboratório Central – LACEN, em Salvador. O resultado deve chegar em até 30 dias. Até lá as ações de vigilância permanecem e a orientação de como a população pode ajudar a combater o mosquito e evitar a dengue serão reforçadas, informou o secretário Plínio Adry.

Segundo o secretário, a população pode colaborar, inclusive denunciando supostos focos do mosquito (cabeça de prego). Plínio também destaca que, sem cooperação e participação no controle do mosquito Aedes aegypit, não haverá êxito, pois não depende apenas dos esforços e investimentos do poder público.

CUIDADOS A TOMAR

A Vigilância Epidemiológica da Secretaria Municipal da Saúde alerta que qualquer pessoa com os seguintes sintomas: dores de cabeça ou no corpo, vômito, dor abdominal, dor no fundo do olho e dor nas articulações e diarreia deve procurar atendimento médico imediato na unidade de saúde mais próxima de sua residência ou procurar a Unidade de Pronto Atendimento da Dengue – no antigo Sesp, no centro da cidade.

Share Button

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *