“Saúde de Itabuna teve alguns avanços, mas há um longo caminho a percorrer”, afirma secretária

A revitalização da Atenção Básica em caráter de emergência, a partir da ação de limpeza e reforma de algumas das principais Unidades Básicas de Saúde (UBSs) e Unidades de Saúde da Familia (USFs), que visa à melhoria do atendimento aos pacientes do Sistema Único de Saúde e ao mesmo tempo melhores condições de trabalho para os servidores do setor, foi e tem sido uma das principais preocupações da secretária de Saúde de Itabuna, Lísias São Mateus, ao assumir a gestão da saúde municipal no final do mês passado.

“Nós temos que fazer a saúde primária funcionar, mesmo com os poucos recursos que dispomos para o setor. O que não podemos é deixar dona Maria, Seu João ou Seu Antônio lá do bairro onde eles moram, precisando de um médico e sem ter para onde recorrer”, argumentou Lísias, que também lamentou a situação de abandono em que se encontram as unidades da Atenção Básica.

Num breve balanço das ações realizadas nesses poucos dias à frente da pasta, Lísias destacou alguns avanços, como a abertura de processo de licitação para compra de móveis e equipamentos para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA 24 Horas), do bairro Monte Cristo, para a Oficina Ortopédica e o Centro Especializado de Reabilitação (CER), ambos no São Caetano, que tiveram suas obras retomadas.

Ela destaca também a abertura do processo licitatório para compra de equipamentos e material permanente para os centros de Referência em Prevenção, Assistência e Tratamento (Cerpat), o Especializado de Prevenção ao Câncer (Cepron), para a Policlínica 2 de Julho e para o Hospital de Base Luís Eduardo Magalhães (HBLEM). Entre os aparelhos do hospital está um de ultrassonografia, conforme anunciou a secretária.

Autonomia de trabalho

Outra ação considerada importante na atual gestão, ainda no Hospital de Base, é que a unidade está sendo habilitada para o Serviço de Nutrição Parenteral e Cirurgia Ortopédica. O HBLEM, que atende um público estimado em 2,1 milhão de pessoas oriundas de mais de 130 municípios pactuados pelo SUS, já é referência em traumas.

Com visão técnica, disposição e com o apoio do prefeito Fernando Gomes que deu autonomia de trabalho, a secretária de Saúde de Itabuna atendeu, nesse curto período em que está no comando da SMS, uma das mais importantes reivindicações da população: a reabertura do Ambulatório de Psiquiatria, na Rua Zildolina, no bairro Mangabinha, que antes funcionava no Hospital de Base. E para melhorar o acesso do usuário ao sistema, a secretária transferiu e entregou à população, na semana passada, um moderno espaço para a Central de Regulação.

Por meio de reuniões semanais, Lísias São Mateus tem cobrado todo o empenho de diretores e coordenadores para que cada um dos departamentos trabalhe firme a fim de que importantes projetos de promoção à saúde sejam tocados imediatamente, para que a saúde funcione com qualidade e com mais eficiência. ”É preciso que cada um esteja alinhado com o outro para o serviço funcionar e quem sai ganhando é o usuário do SUS”.

Em resposta, sua equipe técnica não tem medido esforços em promover ações, inclusive treinamentos para os trabalhadores da saúde. Entre eles estão uma capacitação recente para médicos da rede pública para melhor atender vítimas de tuberculose; outra também para enfermeiros, técnicos e vacinadores visando a grande campanha de vacinação com início programado já nesta segunda-feira (17), além de campanhas educativas permanentes em várias partes da cidade, para o controle e o combate ao mosquito Aedes aegypti.

A secretária lembra que neste ano o município realizou um Levantamento Rápido do índice de Infestação por Aedes aegypti (LIRAa), no mês de fevereiro e outro que começou na última segunda-feira (10). A atividade, conforme destaca a titular da Saúde, visa gerar informações importantes para aumentar a eficácia do combate ao vetor das arboviroses dengue, chikungunya, zika vírus e febre amarela pelos agentes de Endemias, além do trabalho de rotina que eles realizam diariamente em toda a cidade.

Em paralelo as ações que vem sendo executadas pelos diferentes setores da SMS, Lísias tem se movimentado em busca de novos projetos e aportes financeiros, principalmente pelo Governo do Estado.  “Bato na porta sim, pedindo toda a ajuda possível porque é com apoio de um lado e de outro que pretendemos melhorar nossa saúde pública em Itabuna”, finalizou a secretária.

Share Button

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *