Prêmio Rosani Cunha reconhece ações de destaque na gestão do Bolsa Família

premio rosani cunha.JPG

O Ministério do Desenvolvimento Social premiou hoje (17) quatro ações consideradas bem-sucedidas e inovadoras na gestão local do Programa Bolsa Família, que alcança mais de 13 milhões de famílias pobres em todo o país.

Um dos vencedores do Prêmio Rosani Cunha, executado pelo governo baiano, dá apoio a empreendedores individuais e familiares que recebem o Bolsa Família na Bahia. “Fazemos uma busca ativa nos lugares mais pobres, onde a gente pode encontrar costureiras, carrinhos de lanche, doceiros, para que eles possam fazer uma capacitação. Além disso, o governo fornece equipamentos e indica microcréditos para que o empreendedor possa melhorar seu negócio”, disse Ailton Florencio, responsável pelo projeto.

Entre os municípios, o projeto apresentado pela prefeitura de São Paulo (SP) foi premiado por levar inclusão social e produtiva aos moradores de rua da capital. A ação busca pessoas em situação de rua não só para que elas possam ser beneficiários do Bolsa Família, mas para que façam cursos de capacitação profissional.

Em parceria com o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec,) são formadas turmas específicas para que essas pessoas possam se inserir no mercado de trabalho. Desde março deste ano, 402 pessoas passaram pela capacitação e 26 estão empregadas.

Os dois programas premiados têm como objetivo final dar apoio aos que recebem o benefício para possam futuramente não precisar do benefício do Bolsa Família. Também foram premiadas ações executadas em João Pessoa (PB) e em Farias Brito (CE).

Em João pessoa, por meio da gestão compartilhada entre saúde, educação e assistência social, foi possível ter decisões conjuntas para fazer investimentos em qualificação das equipes de saúde, na busca ativa de famílias carentes, na compra de equipamentos entre outras ações. Desde 2009, o programa conseguiu aumentar de 23% para 80% a cobertura de acompanhamento da saúde das famílias beneficiadas.

Em Farais Brito, o projeto premiado trabalha no levantamento de famílias pobres ainda fora do Bolsa Família, além da atualização cadastral. Dessa forma, a prefeitura tenta fazer com que as regras do programa do governo federal, como a presença das crianças na escola e na vacinação, sejam cumpridas pelas famílias beneficiárias.

Os prêmios foram entregues durante a 9ª Conferência Nacional de Assistência Social, que discutirá a gestão e financiamento do Sistema Único de Assistência Social. De acordo com o Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, cerca de 3 mil pessoas participarão do evento, que vai até amanhã (19). Agência Brasil

Share Button

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *