PREFEITURA MODERNIZA SISTEMA DE EMISSÃO DA NOTA FISCAL ELETRÔNICA

Cadastramento no novo sistema de Foto Wilson Oliveira.JPG

A Prefeitura lançou no dia 1º desse mês o novo sistema para emissão da Nota Fiscal de Serviços eletrônica (NFS-e) com características inovadoras como facilidade, agilidade e transparência para a emissão dos documentos fiscais aos serviços prestados pelas empresas em Itabuna. A implantação do sistema WebISS objetiva modernizar a administração tributária do município proporcionando dinâmica maior interação com o prestador de serviço.

Para utilizar o novo sistema da NFS-e, o empresário deve acessar o site da Prefeitura de Itabuna e preencher as informações básicas solicitadas no formulário disponível, a exemplo de atividade e endereço da empresa, para o credenciamento. De posse do formulário impresso, o contribuinte deverá entregá-lo juntamente com a documentação exigida no atendimento do Departamento de Tributos da Secretaria Municipal da Fazenda.

Para a auditora fiscal Laura Angnes, o link “Nova NFS-e/Cadastro” foi disponibilizado no site para a comodidade dos prestadores de serviços que não necessitam se deslocar até o setor nesta primeira etapa de cadastramento. “Depois de realizar o cadastramento no site, o empresário deve apresentar ao Departamento de Tributos originais e fotocópia de documentos como contrato social e alterações, contrato de locação, identidade dos sócios e procuração se for um terceiro que tiver assinando, para realizarmos a conferência e finalizarmos o cadastro. Depois, receberá correio eletrônico com a nova senha para o acesso a Nota Fiscal de Serviços eletrônica”, explica.

Por conta da adesão ao novo sistema, que passa a vigorar a partir de 1º de julho, todos os prestadores de serviços devem efetivar o cadastramento para possibilitar a emissão da Nota Fiscal de Serviços eletrônica. “São quase 5 mil prestadores de serviços cadastrados no antigo sistema. Nestes 10 dias do cadastramento que se encerra no dia 30, apenas 200 contribuintes solicitaram o cadastramento no site. Queremos ampliar esse número para que a partir de julho o sistema tenha a operacionalidade normalizada para todos os interessados”, completa Laura Angnes.

Caso o prestador de serviço não realize o cadastramento ficará impossibilitado de emitir a NFS-e. “Sem o cadastramento será impossível o sistema encaminhar a senha de acesso para a utilização do serviço. Por isso, o trabalho será ampliado nesse mês para que possamos cumprir a conferência documental e aprovar os cadastros”, completa a auditora.

O novo sistema visa melhorar o funcionamento das NFS-e e não terá quedas por inoperância, facilitando o manuseio do usuário que poderá acessar pelo smartphone e tablet. “É um avanço para a comodidade do prestador de serviço que poderá emitir a nota fiscal através desses mecanismos”, diz Laura.

Além disso, quem usar o novo sistema poderá substituir notas e alterar competência, mecanismos que não eram disponíveis antes da modernização. “É um sistema dedutível e mais fácil para entender. Disponibilizamos o manual em arquivos em PDF ou vídeo. Se o usuário tiver alguma dificuldade é só usar o manual. Isso só facilitará a vida do contribuinte, que é a nossa intenção”, finaliza a auditora fiscal.

Share Button

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *