Pena de morte pode estar perto do fim

Os especialistas da Organização das Nações Unidas (ONU) Christof Heyns e Juan Méndez defenderam ontem (9) que a comunidade internacional faça um esforço conjunto para eliminar a pena de morte no mundo. Heyns é o relator especial da ONU sobre execuções extrajudiciais e Méndez é o relator especial sobre tortura e penas cruéis.

Segundo os relatores, a pena de morte existe em um terço dos países que integram as Nações Unidas.  Hoje (10) é comemorado o Dia Mundial contra a Pena de Morte.

“Um ato que permite que um ser humano elimine a vida do outro é absoluto e irreversível, inclusive quando há apoio legal”, diz o texto dos especialistas, publicado na agência de notícias da ONU. Agência Brasil

Share Button

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *