ITABUNA REALIZA CAMPANHA DE CONSCIENTIZAÇÃO DA HANSENÍASE

A Prefeitura de Itabuna, através da Secretaria Municipal de Saúde, realizará a partir do dia 4 de dezembro (próxima segunda-feira), até o dia 8 de dezembro (sexta-feira) a Semana de Conscientização, Prevenção e Rastreamento da Hanseníase, uma doença perigosa que pode levar uma pessoa a óbito, caso não seja devidamente tratada.

A ação estará concentrada na Unidade Básica de Saúde Dr. José Maria de Magalhães Neto (antigo SESP), na Avenida Inácio Tosta Filho, Centro, sempre das 7h30min às 16h30min.

A coordenadora do Programa Municipal de Hanseníase, Moema Farias de Oliveira, uma das articuladoras da campanha, explica que “Itabuna vem apresentando dados preocupantes sobre incidência de Hanseníase. Para o Ministério da Saúde, o ideal é que essa incidência seja de 0,9 caso para cada grupo de 10 mil pessoas. Em Itabuna, esse índice está em 2,8 casos”, aponta a enfermeira sanitarista, indicando que, embora o número esteja acima do ideal, ele não significa que tenha aumentando.

“O que vem acontecendo em Itabuna é que estamos efetivamente traçando estratégias mais eficientes de rastreamento, ou seja, é importante que as pessoas saibam que Hanseníase é uma das doenças com maior prazo de incubação que existe. Em alguns casos, esse prazo pode chegar até a dez anos, e só depois os primeiros sintomas começam a aparecer. Então, a priori, temos pessoas na cidade com Hanseníase e que ainda não sabem. Por isso, reconhecemos a importância de procedermos o rastreamento e trazermos as pessoas para o âmbito do acolhimento e da assistência via rede pública de saúde”, manifestou a secretária municipal de Saúde, Lísias Miranda São Mateus.

Entre os dados apresentados, um dos mais preocupantes é o que aponta um crescimento de Hanseníase entre crianças e adolescentes com idade até 15 anos. Segundo a Vigilância Epidemiológica Municipal, em 2017, foram registrados 5 casos.

SINTOMAS

“Todo cuidado é pouco, quando se trata de Hanseníase e o ideal é que as pessoas não percam de vista alguns sintomas importantes como falta de sensibilidade na pele, manchas esbranquiçadas, formigamentos, áreas da pele que não apresentam suor ou que estão muito secas, caroços em qualquer parte do corpo, queda de pelos, sensação de choque elétrico, fisgadas, agulhadas ao longo dos nervos nos braços são indícios importantes”, reitera Moema Oliveira, observando a importância de uma campanha municipal em Itabuna.

“Destacamos que Itabuna está preparada para receber, diagnosticar e tratar todos os casos. Durante julho e outubro de 2017, promoveu-se uma capacitação que atingiu mais de 100 profissionais da área de Saúde, entre médicos, enfermeiros, odontologistas e auxiliares de consultório e agora chegamos na culminância das ações com a realização da nossa Campanha de Hanseníase, que terá 5 consultórios, no Centro da cidade, preparados para receber a clientela, com médicos, enfermeiros e fisioterapeutas”, finalizou a secretária Lísias Miranda.

Para receber o atendimento, todos os clientes devem levar um comprovante de residência, a carteira de identidade e o cartão do SUS. A coordenação aponta que não são necessários quaisquer encaminhamentos do posto de saúde de origem e os atendimentos serão feitos para todas as pessoas, independente dos bairros onde elas residem. Informações mais detalhadas podem ser obtidas na Unidade de Saúde Básica Dr. José Maria de Magalhães, ou através do telefone (73) 3613 6442.

Share Button

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *