Itabuna prepara volta da zona azul

A Prefeitura de Itabuna publicou aviso de abertura de concorrência pública do tipo maior valor de repasse, às 9 horas do próximo dia 6 de setembro, no Centro Administrativo Firmino Alves, objetivando a concessão na zona central da cidade de serviço de implantação e operacionalização de sistema de estacionamento rotativo pago, controlado através de aplicativos móveis e sistema de coleta e consulta de dados integrados via internet para usuários e parceiros credenciados. O sistema de estacionamento “zona azul” volta depois de ter sido abandonado pela administração, passada em junho de 2012.

O secretário de Transportes e Trânsito, Clodovil Soares, informa que a partir de novembro serão criadas 800 vagas de estacionamento rotativo abrangendo as principais avenidas, ruas e transversais na área central da cidade. Pelo projeto, os horários de funcionamento do estacionamento Rotativo serão de 2ª à 6ª feira, das 8 às 18 horas, e sábados, normais, das 8 às 13:00 horas, quando serão cobradas dos usuários tarifas de R$ 1,50 por uma hora (alta rotatividade) e o mesmo valor para duas horas (baixa rotatividade) e R$ 14 para caçambas para coleta de entulho.

Em horários especiais de funcionamento do comércio, em razão de datas comemorativas ou aberturas especiais (Sábado Mais e horários especiais do comércio) de funcionamento, o estacionamento rotativo estenderá suas atividades até o horário que for necessário. Os usuários serão informados com antecedência pela imprensa (rádio, televisão e jornais), bem como pelo Diário Oficial do Município e site da Prefeitura. Serão abrangidas pelo sistema “zona azul” as avenidas do Cinqüentenário e transversais; Firmino Alves, Amélia Amado, Ignácio Tosta Filho e um trecho da Juracy Magalhães; e as ruas Ruffo Galvão e Nações Unidas.

Clodovil Soares disse ainda que o contrato de concessão de operação do sistema de estacionamento será por 10 anos renováveis por igual período. A empresa vencedora vai assumir os custos de sinalização das vagas, estrutura de cobrança, tarifação, implantação de aplicativos e gestão via internet, contratação de pessoal, com pelo menos 20 vagas iniciais. Além disso, terá que repassar um porcentual da receita ao Município, que a destinará ao financiamento de instituições assistenciais e filantrópicas como reconhecimento à ação de acolhimento e inclusão de pessoas carentes de acordo com compromisso do pelo prefeito Claudevane Leite.

Share Button

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *