ITABUNA INICIA MONITORAMENTO PLUVIOMÉTRICO PARA ALERTA DE INUNDAÇÕES

pluviométrico em Itabuna Foto Gabriel de Oliveira.jpg

A partir desta quarta-feira Itabuna começa a contar com uma estação hidrólogica que vai medir o nível do Rio Cachoeira, bem como a quantidade de chuva no município, adiantando em pelo menos uma hora e meia o alerta de inundações e acelerando o trabalho da Coordenação da Defesa Civil. A instalação dos aparelhos só foi possível por meio de acordo de cooperação entre a Prefeitura e o Centro Nacional de Monitoramento e Alerta de Desastres Naturais (Cemaden), do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação.

O acordo, que tem por objetivo a ampliação da rede de monitoramento pluviométrico do País, também garante a instalação de quatro pluviômetros que começam pela Ponte Lacerda que faz a ligação entre o centro da cidade e o São Caetano. Até o mês de julho serão instalados outros aparelhos no Centro Administrativo Firmino Alves, no São Caetano, no Restaurante Popular, no Centro, em local a ser confirmado em Nova Ferradas e na região do Hospital de Base.

A estação hidrológica é um aparelho autônomo, movido por energia solar, tem sinal de internet 3G e registra, automaticamente, os dados da precipitação pluviométrica a cada 15 minutos. Pela internet, os dados e as imagens são enviados para análise do Cemaden. Além registrar as imagens, a câmera que tem funcionamento 24 horas, garante maior segurança para o equipamento. Na Bahia nove estações já foram instaladas em outros municípios.

O coordenador da Comissão Municipal da Defesa Civil, Roberto Avelino, explica que o avanço é importante, pois antes a medição era feita manualmente, na ponte do Distrito de Itamaracá, o que exigia deslocamento e atrasava o diagnóstico. Roberto reforça que os equipamentos devem auxiliar também na antecipação de desastres naturais e facilitar ações necessárias à prevenção de problemas climáticos, já que os dados serão compartilhados com a Prefeitura.

“Toda a população local será beneficiada, especialmente a ribeirinha. A Defesa Civil juntamente com o Cemaden estará monitorando as leituras que serão feitas pela manhã e no final da tarde e a cada cinco minutos vamos receber uma mensagem de alerta em caso de aumento do nível do rio”, adiantou o coordenador.

Share Button

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *