Identificação biométrica será usada em 37 cidades baianas nas eleições

biometrica.jpg

Cerca de 600 mil eleitores na Bahia, 6% do total no estado, escolherão seus representantes políticos com mais segurança a partir do ano que vem. Eles, que integram 15 zonas eleitorais espalhadas em 37 municípios baianos, vão utilizar a biometria nas eleições de 2014.

O sistema utiliza as impressões digitais dos dedos das mãos do eleitor, além da assinatura digital e foto com medidas da face, para evitar fraudes no processo. A informação foi confirmada pelo diretor-geral do Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA), André Beserra, em entrevista ontem à rádio CBN, no programa Salvador 1ª Edição.

Ele conta que a identificação biométrica foi implementada na Bahia em 2009, com os eleitores da 200ª Zona Eleitoral, sediada em Pojuca, na Região Metropolitana de Salvador. “O procedimento, que é feito através de uma ‘revisão do eleitorado’, já está sendo implementado em 35 cidades, faltando iniciar apenas em Alagoinhas e Itagibá. A nossa meta é concluir todas as regiões até março”, informa.

Segundo Beserra, a meta do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) é que todos os eleitores brasileiros estejam votando através da identificação biométrica até 2020.Além do aumento de eleitores utilizando sse novo sistema, a eleição de 2014, que vai eleger presidente, governador, dois senadores, deputado estadual e federal, terá outra novidade no estado. “Estamos com um projeto piloto para transmitir remotamente os votos de todos os locais de votação de duas zonas eleitorais: 11ª e 15ª. Com isso, vamos acelerar a divulgação dos resultados”, revela o diretor-geral do TRE-BA.Ele ainda conta outra possível mudança para o pleito do ano que vem: “Existem rumores que o voto em trânsito, para pessoas que estão fora do seu domicílio eleitoral, poderá ser feito também em municípios com mais de 200 mil habitantes. Na Bahia, Feira de Santana e Vitória da Conquista entram na lista, por exemplo”. Enquanto as diretrizes para as próximas eleições não são divulgadas, o TRE-BA está focado em convocar os eleitores para regularizar a situação junto ao órgão.

“Infelizmente, as pessoas ainda deixam tudo para cima da hora. Na última semana antes da eleição passada, por exemplo, realizamos cerca de 250 mil atendimentos”, conta ele, ressaltando que a estrutura do órgão está disponível durante o ano todo para atendimentos como inscrição, transferência de título e segunda via de documento. O TRE-BA conta com sete postos de atendimento em Salvador: sede do órgão (CAB), SAC (Barra, Cajazeiras, Comércio, Iguatemi e Periperi) e Casa de Justiça e Cidadania (Shopping Baixa dos Sapateiros). Correio

Share Button

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *