Escola Profissionalizante ensina e mostra trabalhos de alunos

A Escola Profissionalizante de Itabuna, da Secretaria de Assistência Social faz exposição permanente dos trabalhos confeccionados durante as aulas, enquanto ensina aos mais de 200 alunos matriculados nos cursos neste segundo semestre do ano. A iniciativa visa incentivar tanto o ensino quanto a produção artesanal, segundo adiantou a diretora Maria Goretti Macedo Berbert.

A unidade mantém cursos de artesanato, bordado, crochê, corte e costura, pintura artística e em tecidos, informática básica, cabeleireiro e manicure e funciona na Rua São Vicente de Paulo, no centro da cidade, onde durante o ano forma mão de obra de cerca de 500 alunos com os cursos técnicos gratuitos para turmas nos dois semestres. Os cursos têm duração de quatro meses e ao final, os alunos recebem certificados e ainda participam de uma exposição com os melhores trabalhos.

A diretora da Escola Profissionalizante de Itabuna, Maria Goretti Macedo Berbert, garante que alunos que concluem o curso integralmente estão prontos para iniciar uma profissão, como de cabeleireiro ou de costureiro, por exemplo, sem a necessidade de investimentos financeiros. “O futuro profissional também pode ocorrer no próprio mercado de trabalho em salão de beleza ou em fábrica de confecções e vestuário, cujas atividades tem se expandido no Sul da Bahia”, confirmou a diretora.

Share Button

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *