Emergência do Base já está funcionando com médico de plantão 24 horas

Ambiente climatizado, equipamentos novos, limpeza, profissionais requalificados e médicos de plantão 24 horas, durante toda a semana. Esse é o panorama que o paciente do Hospital de Base passou a encontrar no Pronto Socorro que foi reaberto para a população na segunda-feira, 11.

“É impressionante a mudança. Vivenciamos hoje, após a reforma, uma realidade de hospital particular, em um hospital público. O Base está mais acolhedor, mesmo com o fluxo maior de pacientes”, avalia o assistente social Luciano Lopes, que trabalha há cinco anos no Base e atualmente é coordenador de Serviço Social.

Da mesma maneira analisou a policial militar Rosimeire Nascimento que acompanhava a sogra medicada e viu bastante diferença entre a emergência atual e a que ela conheceu há quatro anos, quando teve um familiar hospitalizado. “A estrutura física é outra. A esperança é que continue melhorando e expandindo essa melhora” pediu.

A transferência dos pacientes para a emergência reformada começou na sexta-feira e foi finalizada na seguda-feira. Há enfermeiros trabalhando 24 horas com a triagem e classificação dos pacientes de risco, além de médicos clínico geral, cirurgião e ortopedista. “Os pacientes que apresentem gravidade tem prioridade de atendimento na emergência. As ambulâncias dos municípios pactuados já não fazem fila na emergência, pois o atendimento urgente tem sido rápido” afirmou o médico Paulo Bicalho, diretor-presidente do Hospital de Base.

Paulo Bicalho explica que vai fazer um trabalho de informação para que a população entenda realmente o que é a emergência. Ele diz que há uma expectativa de que a emergência deve resolver todos os problemas de saúde, mesmo exames e consultas. No entanto, estes procedimentos devem ser realizados nas Unidades Básicas de Saúde.

“Dessa forma, é necessário explicar que somente pacientes com problemas graves e urgentes devem procurar a emergência. Porém, as pessoas com problemas antigos, que demandem consulta, devem procurar os postos. Se não for assim, o fluxo fica invertido. A Atenção Básica é que deve encaminhar o paciente para o hospital” orientou o diretor-presidente.

A reforma

As melhorias no Pronto Socorro constam da reforma geral dos banheiros, salas de espera, atendimento e recepção. Também foi feita a revisão geral das redes elétrica e hidráulica, recuperação de parte dos equipamentos e mobiliário antigos, compra de equipamentos e mobiliários novos e construção de área para atendimento, triagem e gestão de leitos, além de requalificação dos servidores.

A unidade conseguiu também, em parceria com a Secretaria de Saúde do Estado (Sesab), quatro aparelhos de anestesia, num investimento total de R$ 249.181,12. Garantiu uma economia de 70% com a aquisição de uma usina de gás medicinal que antes custava R$ 100 mil por mês e agora custa R$ 25.500. Investiu R$ 552 mil em 12 respiradores pulmonares e R$ 139 mil num gerador de energia com potência de 460 kVA, oito vezes mais potente que o anterior.

A área onde funcionava a emergência temporária passa por limpeza geral, pois receberá novos leitos de UTI. A ampliação é por meio de convênio com o governo federal, cujo projeto já foi aprovado pelo Ministério da Saúde.

Share Button

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *