Dor lombar atinge mais mulheres que homens

Todos já sentiram aquela dor na parte inferior das costas e, se não sentiu, é bem provável que sinta. De acordo com estudos divulgados pelaOrganização Mundial da Saúde (OMS), a dor na região lombar está muito mais comum do que se pensa, atingindo 85% das pessoas.

As dores normalmente acontecem quando a coluna vertebral não está muito bem. De acordo com Dr. Ricardo Cordeiro de Almeida (CRM 11865), ortopedista da Cotef, clínica especializada em ortopedia e traumatologia em Itabuna, “as principais causas para a dor lombar podem ser inúmeras, mas principalmente ao levantar peso de maneira errada, dormir de mau jeito, ficar muito tempo sentado, além de manter uma má postura e até mesmo sedentarismo”, explica. Para ele, excesso de peso e estresse também podem estar relacionados a esse problema. “A questão da má postura está associada ao desgaste da musculatura durante a prática dos trabalhos domésticos, o que certamente causará danos, principalmente, à coluna vertebral”, complementa Ricardo.

Dor lombar.jpg

De acordo com pesquisas, 85% da população já sentiu ou irá sentir esse problema, e os números revelam que as mulheres são as que mais sofrem.

Um levantamento realizado pela Gesto Saúde & Tecnologia (GST) destacou que no ano de 2013 a dor lombar foi a responsável pelo maior número de afastamentos de funcionários por atestados médicos. Ainda com base nos dados divulgados, esse problema afetou tanto homens quanto mulheres, contudo, em um comparativo feito, as mulheres sofreram mais, sendo quase o dobro do número de homens.

Existem dois tipos de dor lombar: aguda e crônica. A primeira, uma dor intensa, surge repentinamente nos mais jovens, depois de um esforço físico. A segunda aparece nos mais velhos, não tão forte quanto a dor aguda, mas com uma permanência muito maior.

Principais tratamentos

Os tratamentos mais comuns para esse tipo de problemasão repousos e uso de alguns analgésicos, após consulta com um especialista. Outra recomendação é fazer alongamentos e exercícios, que tendem a aliviar mais as dores. Em caso de persistência da dor, é de extrema importância que se procure um médico, que indicará a melhor forma de tratamento. Para o Dr. Ricardo, “antes de iniciar qualquer tipo de tratamento conservador para dor nas costas, é imprescindível que se busque, primeiramente, um médico especialista”, orienta.

Para prevenir, é importante se cuidar e manter uma boa postura, seja para sentar, andar ou até mesmo dormir. Além disso, é preciso ter muita atenção e cuidado na hora de levantar algum peso. A prevenção, nesse caso, é muito melhor do que remediar.

Share Button

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *