Desenbahia oferece novas linhas de crédito para produção de café

A Agência de Fomento do Estado da Bahia (Desenbahia) aderiu ao Fundo de Defesa da Economia Cafeeira (Funcafé) e passa a oferecer aos empresários baianos duas novas linhas de crédito. De acordo com a agência, a parceria com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) demonstra que a Desenbahia está atenta às novas tendências e oportunidades do mercado com foco na diversificação de suas fontes de recursos.
Já estão disponíveis R$ 4 milhões para as linhas de financiamento ‘Custeio ao café’ e ‘Estocagem ao café’, valor que poderá ser ampliado para as safras seguintes. Desde 2014, a Desenbahia, por meio da Gerência de Desenvolvimento de Produtos (GDP), tem fortalecido parcerias e estreitado os laços com o governo federal visando à criação de linhas de crédito que possam atender aos clientes do ramo cafeeiro.
“Com o Funcafé, o produtor poderá aumentar a produtividade e aprimorar a qualidade do produto. O empresário pode contar com a Desenbahia para investir agora e se preparar para ter uma boa colheita”, afirmou o presidente da Agência de Fomento do Estado da Bahia, Otto Alencar Filho. Nas duas linhas de crédito podem ser beneficiados cafeicultores e suas cooperativas de produção agropecuária. Os encargos financeiros são de 8,75% ao ano.

Finalidades
A linha ‘Custeio ao Café’ tem como finalidade financiar empreendimentos agropecuários, através da concessão de crédito voltado para manutenção e ampliação da safra. O limite de crédito é de R$ 1,2 milhão. Entre os itens financiáveis estão assistência técnica, prêmio do seguro rural e adicional do Programa de Garantia da Atividade Agropecuária (Proagro).
Também são contemplados tratos culturais, colheita das lavouras, incluindo as despesas com a aquisição de insumos, mão de obra, operações com máquinas e equipamentos, arruação e transporte para o terreiro e secagem.
Já a ‘Estocagem ao café’ objetiva proporcionar recursos financeiros aos empreendimentos agropecuários para armazenamento e conservação, de modo a possibilitar a venda futura em melhores condições de mercado, com o limite total de R$ 2 milhões.
Fonte: Ascom/Agência de Fomento do Estado da Bahia (Desenbahia)

Share Button

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *