CIDADE DIGITAL JÁ ESTÁ FUNCIONANDO EXPERIMENTALMENTE EM ITABUNA

Implanta da rede de fibras do Cidade Digital em Itabuna .jpg

Com a conclusão da implantação da primeira etapa do Programa Cidade Digital os frequentadores de duas das maiores praças públicas de Itabuna e da Estação Rodoviária já podem acessar, gratuitamente, a internet de banda larga através de seus notebooks, tablets e smartphones, bastando configurar a rede Cidade Digital-Itabuna. O serviço já está disponível, de forma experimental, nas praças Otávio Mangabeira (Camacã), no Centro, e Rio Cachoeira, Góes Calmon, e para quem embarca para outros municípios no terminal rodoviário.

A implantação do sistema também já foi concluída em 13 pontos de acesso do governo (PAG), que estão sendo testados pela G4S Technology Brasil, responsável pela realização dos serviços. A previsão do secretário municipal de Planejamento e Tecnologia, Wenceslau Júnior, é que o sistema seja inaugurado oficialmente nos próximos 30 dias, após a certificação pelo Instituto Nacional de Metrologia (Inmetro).

Quando entrar definitivamente em operação os pontos de conexão à internet de banda larga funcionarão em locais como Centro Administrativo Firmino Alves, Emasa, Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania (FICC) secretarias municipais de Transporte e Trânsito; de Esporte e Recreação; da Assistência Social, Saúde, Guarda Civil Municipal, Câmara de Vereadores, Hospital de Base, 15º Batalhão da Polícia Militar, sede do Samu-192 e Paróquia Santa Rita, onde existe um telecentro para atender aos moradores dos bairros da região do São Caetano.

O secretário Wenceslau Júnior destaca que o Programa Cidade Digital ajudará na modernização da gestão municipal e possibilitará o acesso dos moradores de Itabuna aos serviços públicos. Os serviços vão melhorar nas áreas de gestão tributária, saúde, educação e transparência. “Com a implantação dos serviços, a Prefeitura poderá organizar melhor os dados financeiros e de pessoal disponibilizados ao público”, explica.

Serão disponibilizados 200 megabytes para os pontos de acesso governamental (PAG) e de acesso à população. Em cada praça serão liberados até 20 Megabytes. O secretário de Planejamento e Tecnologia destaca que num futuro bem próximo o cidadão poderá marcar consulta médicas e receber documentos públicos sem precisar sair de casa. O Cidade Digital é um projeto do Ministério das Comunicações, implantado nas principais cidades do país, com contrapartida da Prefeitura.

Share Button

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *