CASAS DAS ARTES DE ITABUNA APRESENTA MOSTRA DE TALENTOS

Aulas de artes digitais, artes marciais, karatê, ballet, bateria, canto, cerâmica, dança de rua, aerobox, dança de salão, desenho e pintura, desenho em grafite, francês, inglês, espanhol, percussão, teatro, teclado, violão, violino e xadrez. Funcionando nos três turnos, atendendo a quase 2.600 alunos, envolvendo uma equipe de mais de 30 pessoas, entre coordenadores pedagógicos e oficineiros, a Casa das Artes – Unidade Centro apresentou na segunda-feira, dia 24, a sua terceira mostra de talentos.

Apresentação especial de violinistas dá o clima de inspiração e talento
Apresentação especial de violinistas dá o clima de inspiração e talento

Realizado pela Prefeitura de Itabuna, através da Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania (FICC), o evento foi o primeiro de uma série que acontecerá até 14 de dezembro, quando todas as unidades da Casa das Artes estarão encerrando as atividades letivas. Na segunda-feira aconteceu no Centro de Cultura Adonias Filho e contou com a presença do presidente da FICC, Roberto José da Silva, que se mostrou bastante feliz com a organização dos trabalhos.

Através de uma exposição de cerâmica e pintura e nas apresentações culturais articuladas pelos coordenadores, pela direção da Unidade Centro e pelos professores e alunos o evento serviu como mostra de talentos dos alunos participantes.

Apresentação de ballet encanta aos presentes pela graciosidade
Apresentação de ballet encanta aos presentes pela graciosidade

Para Roberto, "a Casa das Artes, assim como o programa Viv-à-rte, são a realização do sonho de uma cidade melhor, resultantes de um estudo de Mestrado na área de Criminologia, inspirado numa experiência de gestão que veio de Medellín, na Colômbia, que promoveu o combate às situações de violência com projetos de inclusão sociocultural", explicou. Para ele o segredo do sucesso de um projeto como a Casa das Artes é que é apresentado para as pessoas como uma alternativa para as situações de crime, que, ocasionalmente, colocam os jovens em situações de aliciamento.

Para Joelson Pereira Santos, 18 anos, aluno dos cursos de Canto e Violão há quatro meses, "a Casa das Artes é um lugar muito bom porque desenvolve o talento das pessoas". No se caso sentiu-se bastante feliz com os cursos escolhidos, principalmente por ter tido a oportunidade de conhecer todos os estilos de música desde os mais populares até o clássico.

 

Da dança clássica à de salão apresentação agitou a plateia
Da dança clássica à de salão apresentação agitou a plateia

A coordenadora Denise Tavares classificou o evento como muito bonito, dadas às dificuldades enfrentadas durante o ano e a força de vontade daqueles que persistiram. Para ela, "é muito emocionante ver esse resultado final, os alunos se organizando, combinando figurino, tudo tão lindo que não é fácil descrever por palavras, só quem acompanha de perto sabe o quanto isso é importante", ratificou.

Nesta quarta-feira, a programação teve continuidade, às 15 horas, no auditório da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias (Igreja dos Mórmons, subida para o bairro Vila das Dores) com o encerramento das atividades da unidade local da Casa das Artes que atende aquela comunidade e bairros adjacentes.

Exposição de desenho e pintura recebe elogios do grande público
Exposição de desenho e pintura recebe elogios do grande público

Na sexta-feira, o encerramento será na Unidade Sarinha / CSU, que acontecerá às 15 horas, na sede social USEMI. No dia 4 de dezembro será feito o encerramento das atividades desenvolvidas no Centro de Artes e Esportes Unificados (CEU), no bairro URBIS IV. E, no dia 14 de dezembro, a FICC faz o encerramento oficial de suas atividades com a apresentação do Coral da FICC na Casa das Artes – Unidade Vila das Dores (Igreja dos Mórmons).

Grupo de teatro de professora Márcia Mascarenhas conta com atores brilhantes e talentosos
Grupo de teatro de professora Márcia Mascarenhas conta com atores brilhantes e talentosos

As unidades da Casa das Artes entram em recesso a partir de dezembro e as matrículas somente voltarão a ser feitas entre janeiro e fevereiro de 2016. Todos os cursos oferecidos são gratuitos. Em todas as unidades e extensões, o projeto "Casa das Artes" atendeu mais de cinco mil alunos de todas as idades no ano que se finda.

Share Button

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *