Bahia ganha Rede de Pesquisa, Ensino e Extensão para agricultura familiar

agricultura familiar

O encontro ‘Diálogos para construção de uma agenda comum na Bahia de ensino, pesquisa e extensão com foco na agricultura familiar’ foi encerrado, nesta quarta-feira (11), no hotel Golden Park Salvador, em Salvador, com a criação da Rede Baiana de Pesquisa, Ensino e Extensão, composta por membros das universidades, institutos federais e centros de pesquisa.
Na ocasião foi elaborado ainda um plano de trabalho para o ano de 2016 voltado à pesquisa, inovação, ensino e extensão em agricultura familiar, com foco na agroecologia. O encontro foi realizado pela Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), por meio da Coordenação Executiva de Pesquisa e Extensão (Cepex) e da Superintendência Baiana de Assistência Técnica e Extensão Rural (Bahiater).
O coordenador executivo da Cepex/SDR, Orlando Pereira, destacou as contribuições da rede para fortalecimento da agricultura familiar. ‘Com a formação desta rede, que será lançada na Feira Baiana da Agricultura Familiar e Economia Solidária, este mês, esperamos fortalecer, ainda mais, a articulação entre os segmentos de pesquisa, ensino e extensão”.
Segundo ele, o objetivo “é identificar reais problemas que afetam a agricultura familiar e, consequentemente, garantir pesquisas de inovação tecnológica, formação e divulgação de práticas extensionistas, que promovam o desenvolvimento rural sustentável”.


Processo de escuta
Já o diretor de Inovação e Sustentabilidade da Bahiater, José Tosato, disse que, a partir da criação da Rede, será iniciado o processo de escuta junto aos movimentos sociais e agricultores familiares. “Iremos ouvir a agricultura familiar nos territórios sobre pesquisa, ensino e extensão. Temos o papel de proporcionar o diálogo entre a oferta das universidades e as demandas da agricultura familiar".
De acordo com o diretor-executivo da Pró-Reitoria de Extensão do Instituto Federal da Bahia (Ifba), Wallace Matos da Silva, a instituição Instituto está engajada, junto à SDR, na política de fortalecimento da agricultura familiar, um compromisso social, principalmente, diante da expansão da rede no Estado da Bahia.
“Estivemos aqui para contribuir com esta rede, que dará subsídios para que as ações da agricultura familiar sejam potencializadas por meio de ensino, pesquisa e extensão. A elaboração do plano de trabalho garantirá que a rede seja efetivada na sua totalidade, trazendo contribuições aos agricultores familiares ao mapearmos problemas e apresentarmos possíveis encaminhamentos para potencializar a prática ecológica, realizar qualificações, treinamentos e pesquisas”, pontuou o diretor-executivo do Ifba.
Fonte: Ascom/Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR)

Share Button

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *