Arsenal químico da Síria começa a ser destruído, confirma ONU

manchetes-eua-marinha-siria.JPG

Uma equipe de inspetores encarregada da eliminação do arsenal químico da Síria destruiu ogivas de mísseis, bombas e materiais químicos. A operação, no primeiro dia da campanha de destruição das armas químicas, foi feita por especialistas sírios sob a supervisão de integrantes da Organização para a Proibição de Armas Químicas e em conformidade com a resolução do Conselho de Segurança das Nações Unidas.

A Organização das Nações Unidas (ONU) confirmou as informações sobre as destruições feitas pelos especialistas. A equipe tem o desafio de eliminar aproximadamente 1.000 toneladas de gás sarin e mostarda, além de várias armas químicas proibidas. Os especialistas têm até meados de 2014 para concluir o trabalho.

Em entrevista à revista alemã Spiegel, o presidente sírio, Bashar Al Assad, voltou a negar que as forças do governo usaram armas químicas no ataque de 21 de agosto, nos arredores de Damasco, a capital síria, que provocou a morte de mais de 1.000 pessoas, inclusive crianças.

O ataque em agosto causou reação internacional e pressão dos Estados Unidos. O governo norte-americano ameaçou deflagrar uma intervenção militar na Síria com o apoio do Reino Unido, mas houve resistência de vários países, inclusive do Brasil. Agência Brasil

Share Button

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *