Advogada dá voz de prisão à major PM do Rio de Janeiro por abuso de autoridade

Durante a prisão de um manifestante no ato em repúdio a lei que proíbe o uso de máscaras por manifestações no Rio de Janeiro, uma advogada do grupo Habeas Corpus deu voz de prisão à um oficial da PM que a impedia do seu pleno exercício de trabalho. Tal procedimento é baseado no artigo 301 do Código de Processo Penal, que diz que ” Qualquer do povo poderá e as autoridades policiais e seus agentes deverão prender quem quer que seja encontrado em flagrante delito.” No caso em questão, o flagrante delito é o abuso de autoridade.
Ela questiona a atuação do PM em um protesto e o major afirma que ela deve se manifestar na delegacia. “O advogado não exerce o papel dele só na delegacia”, responde a mulher. Em seguida, o major grita: “Abaixa o dedo para falar comigo senão te prendo por desacato”.
Em seguida, a estagiária diz que está no exercício de sua função e dá voz de prisão ao major. “O senhor abaixa o dedo para falar comigo senão eu lhe dou voz de prisão por abuso de autoridade”, diz ela. Confira!
[media width=”450" height=”350" link=”http://www.youtube.com/watch?v=HZS8TeF4n0I”]
Vindo dos Pampas
Share Button

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *