ACESSO A CASAS FECHADAS VAI AMPLIAR COMBATE A DENGUE EM ITABUNA

A decisão judicial que autoriza aos agentes de endemias entrar em casas que estejam fechadas ou abandonadas vai aumentar a eficiência do trabalho realizado pela Secretaria Municipal de Saúde no combate ao mosquito da dengue. A medida, assinada pelo juiz Ulysses Maynard em atenção a pedido do Ministério Público, já havia sido solicitada pela administração municipal desde o ano passado e, segundo o coordenador de Combate a Endemias, Renato Freitas, autoriza também a entrada do agente em imóveis em que os proprietários resistam à visita técnica.

A decisão garante que a ação de prevenção da dengue e combate aos focos do mosquito alcance os 24.200 imóveis encontrados fechados no primeiro ciclo de trabalho da Coordenação de Combate a Endemias em 2014. Renato Freitas, explicou que a Secretaria de Saúde prepara licitação para contratar chaveiro que deve acompanhar o agente de endemias nas visitas às casas fechadas. Segundo ele, as visitas devem começar até a segunda quinzena de junho e pode ser acompanhada da Polícia Milita quando houver resistência por parte do proprietário.

Renato também lembrou que o alto número de pendências em visitas domiciliares agrava a infestação pelo mosquito Aedes Aegypti no município, que chega a 21,3% dos domicílios, segundo o último LIRAa (Levantamento Rápido de Índices para Aedes aegypti), realizado em março. “Estamos há um ano e cinco meses sem óbito ou casos graves de dengue em Itabuna. Isso se deve ao trabalho efetivo dos agentes de endemias, especialmente, no bloqueio de áreas”, disse Renato esclarecendo que o bloqueio é feito em áreas onde são notificados casos da doença.

A partir da identificação da área é feita uma pesquisa de foco e de casos no entorno, em seguida os agentes realizam combate focal às larvas nos reservatórios de água, bem como a pulverização para combater o mosquito adulto. Até a semana passada foram notificados 54 casos referentes ao mês de maio de 2014, ante 435 em 2013 e 1438 em 2012. Renato Freitas finalizou avaliando que Itabuna alcançou resultado importante diante da dengue tipo 4, que entrou no município em fevereiro de 2013, visto que a maioria das cidades teve aumento de casos.

Share Button

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *